15 abril 2016

Carta Aberta de um corredor para a Depressão

Olá,

Já faz algum tempo que você deixou a minha vida, nesse tempo, tanta coisa aconteceu.

Não se preocupe, não escrevo por sentir sua falta, mas para te dizer como estou feliz desde que você se foi.

Antes de qualquer coisa preciso dizer do meu tempo, como você tomada meu tempo, quando você vivia comigo não tinha tempo para nada, meu ritmo de vida havia estagnado, até para eu fazer coisas simples você tomava meu tempo.

Hoje meu ritmo é outro completamente diferente, você não faz ideia! A vida é muito corrida, vivo à 220 watts de potência a toda hora: igreja, família, estudos, amigos, lazer e a grande novidade: corrida!

Muitas coisas mudaram, pra melhor!

Troquei a cama, aquela que eu passava a maior parte do dia, pela rua: como é bom ver gente, conversar, trocar uma ideia, e na rua meu local preferido é a pista de corrida, quando estou nela simplesmente curto o momento, as vezes sorrindo, as vezes com dores, mas sempre feliz!

É bem verdade que eu amo muito a minha cama, quentinha, que me proporciona um ótimo descanso, sonhos maravilhosos. Mas descobri que para realizar meus sonhos (que não são poucos) tenho que me levantar cedo e correr atrás!

Troquei aquele meu pijama velho quadriculado que eu ficava o dia inteiro com ele, por roupas novas, camisas e bermudas de corrida, o tênis que eu uso pra correr é “iluminado”, cheio de cores, além de se adaptar perfeitamente aos meus pés chatos, só de olhar para eles é fácil perceber minha cara de alegria!

Troquei aqueles alimentos ruins e nada saborosos que você me fazia comer por uma alimentação mais saborosa e saudável, mesmo de vez enquanto comendo um x-burguer ou algo do gênero, minha alimentação está muito melhor que antes.

Troquei os momentos de lamentação e tristeza por fazer algo mais útil como ver vídeos motivacionais, assistir vídeo aulas, ler bons livros e principalmente aprender coisas novas!

Você não tem noção do quanto aprendi!

Aprendi a cozinhar, e hoje até ensino algumas pessoas da minha família a cozinhar também, você iria se surpreender como aprendi, massas, doces, salgados, me arrisco até em uns pratos gourmet, acredite se quiser, nem parece aquele macarrão com gosto de plástico que fazia todos os dias.

Aprendi a valorizar minha família e cada momento que passamos juntos, são preciosos e com certeza não voltarão mais!

Aprendi que sou forte, muito forte, bem mais forte do que imaginava ser, muitos dão a essa força interior diversos nomes, eu prefiro chamá-la de Deus!

Aprendi a tomar decisões. Quando você vivia comigo eu me acomodei a deixar você tomar conta da minha vida, desde que você se foi tomei o controle da minha vida e grandes mudanças acontecerem pois...

DECIDI MUDAR DE VIDA! DECIDI ME TORNAR UM CORREDOR!

Nem parece, não é? Que aquele jovem que mal conseguia se levantar da cama hoje corra 5, 8, até 10k por dia!

Essa é a minha nova vida que não pretendo mudá-la nem tão cedo!

Por mais que por vezes você bata na minha porta e até me dê uma vontade de abrir, prefiro sair de casa pela portas dos fundos e ir para meu local preferido: a pista de corridas, lá ninguém me acha, lá é somente eu comigo mesmo.

A minha casa, a minha vida está sob nova direção, e isso significa que não há mais lugar para você!

Passar bem
__________________________________________________________________
.
Obs.: No ano de 2010 passei por um período de depressão muito forte, só me levantava da cama para comer e ir para aula na faculdade. Esse ano (2016) comecei a correr e depois de pesquisar sobre a relação corrida-depressão descobri que a corrida auxilia muito no tratamento contra a citada doença.

Relacionei alguns fatos da minha vida de 2010 com a de agora 2016 e decidi escrever essa carta não para me lamentar, ou relembrar um tempo difícil, mas escrevi para glorificar o quanto minha vida mudou e para dizer para aqueles que passam pela mesma situação: É POSSÍVEL VENCER! É POSSÍVEL MUDAR DE VIDA! É POSSÍVEL VIVER!

Entre em contato conosco pelo e-mail: corretododia@gmail.com

5 comentários

  1. Demais! Parabéns pela coragem, mudar sabemos que não é fácil! Passei por um processo semelhante, embora não tivesse depressão propriamente dita.

    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!! Que bom saber que não estamos sozinhos nesse processo de constante mudança!

      Excluir
  2. Que bom você poder encarar a depressão e hoje poder inclusive conversar com ela. Você se colocou no lugar certo de comando da vida! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, nem sempre é fácil, mas com determinação e foco tudo é possível! Abraço.

      Excluir